18.  Génio, Sedução e o Elogio da Loucura nos Artistas

Docente: Prof.ª Doutora Maria Antónia Jardim
Horário: 3ª. Feira, às 15h00 
Início: 3 de outubro de 2017

 

Programa

 

Capitulo I

  • Identificar o que é ser génio;
  • Exemplos de genialidade transgressora;
  • Reconhecer o pensamento e a linguagem dos génios; de Mozart a Édith Piaff
  • Reconhecer as manifestações artísticas: a gramática da fantasia;
  • Os chapeleiros malucos do séc. XXI;
  • Expressões simbólicas  e arquétipos

 

Capitulo II

  • Genialidade e sedução
  • Arte e linguagem
  • Segredos e cumplicidades

 

Capitulo III

  • O Elogio da loucura;
  • O Arcano 0 do Tarot de Marselha: o Louco
  • Símbolos e características da loucura
  • Agostinho da Silva e Fernando Pessoa, qual o veredicto?
  • A arte certifica a loucura? Valida as proibições?
  • Do cinema à pintura; de Woody Allen a Salvador Dali

Bibliografia

 

Génio, de Harold Bloom, do Círculo de Leitores

A Estratégia da Genialidade

Título original: Strategies of Genius – vol I

Editora: Summus

Escrito por: Robert Brian Dilts

O Elogio da Loucura, é um ensaio escrito em 1509 por Erasmo de Roterdão e publicado em 1511. O Elogio da Loucura é considerado um dos mais influentes livros da civilização ocidental e um dos catalisadores da Reforma Protestante.

A História da Loucura, de Michel Foucault